Capim Elefante - Pioneiro

capim elefante pioneiro cultivar embrapa

Descrição

A cultivar Pioneiro foi obtida por meio de cruzamentos e lançada pela Embrapa em 1996. 

A cultivar apresenta touceiras de formato aberto, grande número de brotações aéreas e basais, colmos finos e folhas eretas. 

O intenso lançamento de perfilhos aéreos e basais possibilita uma recuperação mais rápida dos piquetes, após o pastejo. 

O florescimento é precoce, ocorrendo no mês de abril, sendo que nos meses de inverno, pode produzir folhas mais finas e curtas.

Plantio e Manejo

Cultivar para uso em sistema de lotação rotacionada podendo também ser usada como picado verde ou silagem

Indicada para cultivo nas regiões Sudeste e Sul.

A cultivar Pioneiro é propagada por meio de estacas vegetativas, sendo que o plantio deve ser realizado em sulcos espaçados de 0,80-1,0 m e os colmos distribuídos ao longo dos sulcos.

O cultivo deve ser realizado em solos férteis ou com uso de fertilizantes e corretivos. 

Vantagens

  • Alto potencial de produção de forragem com alto valor nutritivo;
  • Boa recuperação após ocorrência de geadas;
  • Estacas com alto poder germinativo.

Restrições

Não é recomendada para solos de baixa fertilidade;
Cultivar suscetível à cigarrinha-das-pastagens.

Fonte: Catálogo de forrageiras recomendadas pela Embrapa

Para download do catálogo, clique em um dos botões abaixo:

catalogo de forrageira recomendadas pela embrapa

Este catálogo apresenta informações básicas sobre as forrageiras que fazem parte da Unidade Demonstrativa – Vitrine de Forrageiras Recomendadas pela Embrapa. A Vitrine reúne as principais forrageiras tropicais indicadas para produção de leite e carne, considerando adaptação ambiental e formas de utilização. O catálogo não pretende esgotar as informações sobre cada cultivar, mas apenas servir de guia para demonstração das forrageiras aos produtores e técnicos em visita à Vitrine de Forrageiras.

Aquisição de Mudas

Não existem produtores de mudas cadastrados.
Informações: www.embrapa.br/fale-conosco/sac

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *